domingo, 26 de novembro de 2017

Alimentação Vegetariana

Pela nutricionista: Sandra Silva

O vegetarianismo é uma alimentação saudável, que respeita o ciclo da Natureza, não invadindo o equilíbrio da mesma. Ou seja, trata-se de uma alimentação correta, equilibrada, diversificada e sazonal.
Isto é, respeita, os alimentos da época (estações do ano).

Através de uma alimentação vegetariana/vegan, pode retirar-se todos os macronutrientes (hidratos de carbono, proteínas e gorduras) nas porções adequadas, e facilmente atingir as recomendações diárias dos micronutrientes (sais minerais, vitaminas e fibras), sem comprometer o nosso organismo (anatomicamente e fisiologicamente).

Uma alimentação vegetariana é rica em antioxidantes, o que previne determinadas doenças, das quais se destacam as oncológicas e de Alzheimer.

Para inicio de conversa, ficamos por aqui.

Como estamos no Outono, fica a “deixa” para um fruto sazonal…

Dióspiro

Qualidade do alimento e virtudes terapêuticas:

  • É adstringente (causa a contração das mucosas da boca, que ocorre quando alguma alimento tem uma elevada quantidade de tanino), embora seja obstipante quando consumido sem estar maduro. Quando atinge o ponto de maturação (está maduro), pode ser ligeiramente laxante, graças à sua boa constituição em fibras;
  • Drena os rins e o fígado;
  • É rico em tanino e caroteno. É rico em vitaminas A e C, contém açúcares e pigmentos (licopeno (previne cancro do pulmão e próstata) e xantinas ( auxilia na redução do perímetro abdominal));
  • Contém potássio e iodo;
  • Sacia e hidrata;
  • Ajuda a acalmar as dores de cabeça causadas pelo álcool;
  • Actua contra o endurecimento das artérias.


Estados e problemas de saúde que podem melhorar:

  • Obstipação e preguiça intestinal;
  • Insuficiência renal (nefrite); 
  • Soluços (decocção das folhas), arrotos e náuseas;
  • Esclerose arterial e hipertensão;
  • Enxaquecas de origem alimentar;
  • Aftas e furúnculos;
  • Tosse;
  • Hemoptise e fragilidade imunitária;
  • Hipertrofia da tiróide.


Algumas contra-indicações: diabetes, visto que o índice de glicemia deste fruto ultrapassa os 50.




















Fonte da imagem: Vida Ativa

Sem comentários:

Publicar um comentário