quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

A Noz

Pela nutricionista: Sandra Silva

Olá a todos (as) :)

Desta vez iremos falar de um alimento muito importante para todos os vegetarianos, uma fonte de vitaminas do complexo B.
O alimento com o qual iremos “abrir” este novo ano é a noz.


Segundo certos historiadores, a noz é originária da Pérsia. Foi cultivada intensivamente na Grécia Antiga, considerada sagrada pelos Romanos. A noz era dedicada a Júpiter e tida como símbolo de fecundidade.

A noz é designada um super alimento/nutriente, é riquíssima em diversos micronutrientes tais como: ómega 3, ómega 6, vitamina C, vitamina E, zinco, potássio e o aminoácido arginina.

Qualidades alimentares e virtudes terapêuticas:

  • Fruto muito calórico, é a oleaginosa mais rica em cobre e zinco, sendo ao mesmo tempo “rica” em magnésio, fósforo (óptima para a saúde óssea), ferro, cálcio. Todos estes nutrientes tornam a noz num SUPER alimento;
  • Contém cerca de 14% de proteína, é considerada afrodisíaca. É um excelente drenante linfático;
  • A combinação de magnésio, com o fósforo e as vitaminas do complexo B, é essencial para o bom funcionamento cerebral, para além de atuar na capacidade cognitiva mental e emocional;
  • Este fruto seco torna-se um excelente laxante;
  • Melhora o sono – a melatonina, substância libertada por este alimento induz um sono tranquilo (deve consumir-se antes de deitar);
  • As folhas da nogueira contêm uma substância antibiótica. A sua decocção é bactericida, contém propriedades tónicas, estimulantes, estomáquicas e depurativas, sendo recomendadas para estados de raquitismo, tuberculose óssea e pulmonar. Também pode ser usado em casos de diabetes, leucorreia (corrimento vaginal), certos eczemas e queda do cabelo;
  • Pelos seus ómegas e vitamina E é um excelente alimento que ajuda a reduzir o risco de cancro da mama. E se for ingerida uma quantidade de 85 g/dia ajuda na prevenção do cancro da próstata;
  • O aminoácido arginina, colabora para a produção do óxido nítrico (substância que relaxa os vasos sanguíneos), deste modo os seus folatos (ácido fólico), quando combinado com a vitamina B6 e B12, diminui a taxa de homocisteina (aminoácido que causa o endurecimento dos vasos sanguíneos) levando ao aumento da pressão arterial.


Estados e problemas de saúde que podem melhorar com a utilização da noz:

  • Litíase urinária;
  • Tosse invernal;
  • Antídoto de venenos;
  • Fadiga cerebral e nervosa;
  • Parasitose intestinal;
  • No passado pelo seu teor de vitamina C serviu para tratar a peste e o escorbuto;
  • Tuberculose;
  • Raquitismo;
  • Fraqueza das pernas e dores lombares;
  • Zumbidos nos ouvidos;
  • Impotência e espermatorreia;
  • Dores provocadas por hérnias;
  • Consolidação de tendões e ossos.


Atenção apesar de tudo a noz é fruto calórico, pelo qual não deve ter um consumo diário superior a 3 unidades salvo as excepções (como aumento de peso e ou massa muscular), ver tabela nutricional.

Valor Nutricional
Quantidade                         100g
Valor calórico                   699 Kcal
Gordura total                        54 g     
Gordura saturada                 9 g
Gordura poliinsaturada      15 g     
Gordura monoinsaturada   28g
Gordura trans                       0,1 g             
Potássio                                632 mg
Hidratos de carbono             21 g           
Fibra alimentar                        7g
Proteína                                  20 g

Sejam Felizes, sigam as dicas da chefe. :)

Consumam nozes, mas com moderação. :)

Bom Ano. :)





Sem comentários:

Publicar um comentário