terça-feira, 26 de novembro de 2019

Seitan em Molho de "Natas", sobre cama de Legumes e Trigo Sarraceno


      Seitan em molho de "natas", sobre cama de legumes no forno na companhia do trigo sarraceno

      Receita vegetariana (sem qualquer produto de origem animal), para 4 pessoas


Ingredientes para o seitan
  • 400 g de seitan (usei a marca Biodharma)
  • 200 g de cebola
  • 200 ml de creme de soja ou aveia bio (100%natas vegetais) 
  • 2c. de sopa de azeite
  • 2c. de sopa de molho de soja
  • 1c. de sopa de pimentão doce
  • 1c. de café de alho em pó ou 1 dente de alho médio bem picadinho
  • 1.c de café de açafrão das índias ou cúrcuma em pó
  • 1c. de café de sal marinho  
  • 1 folha de louro
    Ingredientes legumes assados 
    • 600 g de abóbora butternut
    • 300 g curgete
    • 1c. de sopa de azeite
    • 1c. de sobremesa de orégãos secos ou alecrim bem picado
    • 1c. de café de sal 
    Ingredientes trigo sarraceno
    • 160 g de trigo sarraceno 
    • 320 ml de água tépida 
    • 1.c. de chá de azeite
    • 1c. de café de sal
    • 1 dente de alho médio picado

    Preparação dos ingredientes
    1. Corte o seitan em fatias finas e tempere com o molho de soja, 1/2c. de sopa pimentão doce, alho e o azeite. Reserve.  
    2. Entretanto prepare os legumes para assar; Limpe e lave a curgete e descasque a abóbora, se não for de origem biológica, se for aproveite a casca, retire as sementes e corte ambas em quadrados/cubos médios. 
    3. Adicione num tabuleiro de ir ao forno, tempere com o azeite, ervas aromáticas e sal. Envolva e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus, a assar entre 20 a 30 minutos. 
    4. Prepare o seitan e o trigo sarraceno:
    5. Grelhe o seitan numa frigideira quente, com o próprio molho do tempero, em lume brando, durante 15 a 20 minutos, vire a 1/2 tempo para grelhar de ambos os lados. 
    6. Depois, reserve o seitan num tabuleiro e a frigideira para o molho de natas.
    7. Para o trigo sarraceno; Passe por água o pseudocereal. Aqueça um tacho em lume médio, adicione o azeite, o alho e o sal, envolva e de seguida adicione o trigo sarraceno. Cubra com a água e cozinhe por 10 a 12 minutos. Retifique os temperos se necessário. (No final solte os grãos com um garfo).
    8. Molho de natas; Pique a cebola, adicione na frigideira com a folha de louro, e refogue suavemente até a cebola ficar macia. De seguida adicione as natas, o restante pimentão doce, o sal e o açafrão das índias. Envolva, deixe levantar fervura, retifique o molho se necessário e depois triture num processador. 
    9. Estando tudo pronto, emprate a gosto ou siga a orientação da fotografia acima, com o seitan por cima dos legumes e com o molho de natas por cima. 
    Observação: A folha que está no empratamento, pertence às flores capuchinhas.
    Sobre o trigo sarraceno: https://pt.wikipedia.org/wiki/Trigo-sarraceno
    E o que são pseudocereais? - "Os pseudocereais- o amaranto, a quinoa e o trigo sarraceno- não pertencem à família dos cereais (gramíneas) mas que têm características similares, sobretudo o facto de serem boas fontes de hidratos de carbono. No entanto, não ficam por aqui, muito mais há a dizer acerca destes alimentos, por exemplo que têm um bom teor de fibra associado a uma percentagem de proteína invejável, considerando que se trata de alimentos de origem vegetal. Neste aspeto, superam visivelmente os cereais, tanto em quantidade como na qualidade da sua proteína: trata-se de proteína completa, ao contrário da presente nos cereais, que é deficitária em alguns aminoácidos (unidades estruturais das proteínas), sobretudo lisina, triptofano e treonina, que são essenciais ao nosso organismo, pois este não os produz. É muito comum falar dos benefícios de juntar arroz e feijão, tão típico na cultura brasileira, com o intuito de obter proteína completa, visto que ao arroz falta uma parte da mesma. no que respeita aos “pseudocereais”, esta preocupação não é necessária. Há́ ainda que destacar a ausência de glúten nestes alimentos, o que, como vimos antes, é uma vantagem de elevado destaque. (...)" Fonte: http://media.rtp.pt/praca/rubricas/dicas/ja-ouviu-falar-dos-pseudocereais/



      2 comentários: